20 pessoas que estão no meu coração

domingo, 25 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Fiz um selinho pra vocês, novamente digo que não é muito bom, mas é de coração ^^
Sakura: eu fico linda vestida de Hermione u_ú
Emo:buaaaaaaaaaa T_T
Renoth:que foi emo? você ficou no meio dessa vez, teve mais destaque que eu '-'
Emo:a Sakura cortou minha testa T_T
Renoth: por que você fez isso Sakura? o.õ
Sakura:pra deixar a cena mais original, a cicatriz ficou perfeita u_ú
Emo: mas eu tinha uma cicatriz feita de maquiagem T_T
Sakura: bem vindo ao mundo industrial, quando temos muitas pessoas olhando temos que fazer coisas rapidas, que não tenham sentido e que muitos considerariam crime u_ú
Renoth:por que? o.õ
Sakura:por que maldade aumenta IBOPE, não sabia?
Emo: você que é louca e é a minha testa que sofre????? T_T
Morte: huahauhauhauhuahuahuaha
Renoth:por que ela tá rindo?
Sakura:por que vc tah escrevendo uma historia sobre ela e vai portar isso na proxima postagem u_ú
Renoth: serio? '-'
Sakura: sim, aff estou comtrolando seus pensamentos melhor que você u_ú
Emo: nãaaaaaaaaaaaaaaooooooooooooooooooo T_T
Renoth:nos vamos todos morrer, vamos todos morrer Ò.Ó
Sakura: em breve esse será o Sakura's world, em seguida irei dominar o mundo HAUAHUAHUAHAUHAUHAUAHUAHAUHAUH
Emo:ela fica mais asustadora quando quer chamar a atenção T_T
Sakura: propaganda é a alma do negocio u_ú
Emma:mas vc não esta vendendo nada '-'
Sakura: e você não esta nessa postagem de novo u_ú
Emma: odeio estar em mentes confusas ¬¬'
Emo: hauahuahuahauhauhauhauha
Emma: isso não é engraçado ¬¬'
Emo: o Felipe Neto ta sendo processado pelo Fiuk
Sakura:Jura??? *-*minha macumba deu certo????agora só falta ele escorergar numa casca de banana e morrer hauhauhauahuahauhauha Ò_Ó
Emo: eu já falei que ela me assusta? T_T
Renoth:umas quinze vezes só nas ultimas três horas '-'
Morte: Sakura vem ver isso aquiiiiiiiii

Sakura:...
Renoth: TODO MUNDO SE AFASTA ELA VAI EXPLODIRRRRRRR
Sakura:matar... matar...
Emo:eu quero muito ver esse filme
Renoth:cala a bocaaaa
Emo: não fala assim comigo T_T
Sakura: onde será que aquela garota conseguiu a camiseta "Team Edward"?
Renoth:você não esta brava?
Sakura: eu estava, mas sua mente é um lugar muito confuso, agora eu toh calma ^^
Emo:QUEM É VOCÊ E O QUE FEZ COM A SAKURA????
Sakura:você vai descobrir em breve...
Renoth:its rain mem aleluia
Emo: como eu vim parar nesse hospicio?
Sakura:teve que pagar a taxa de inscrição como todo mundo u_ú
Emma: tem alguma coisa mais estranha que a gente?
Sakura: meu elefante rosa *-*
Renoth: depois dessa vou embora '-'

7 Comentários

Me sinto só e realmente estou

sexta-feira, 23 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Bem, primeiro vou postar o selinho que ganhei da Mimy o/obs:sei que não sou menina mas amei o Selo =*
tem que passar pra duas pessoas, então vou mandar pra Vick-chan e pra Keiko Sakurai que sempre comenta aqui, arigato.
adoraria passar esse selo pra mais umas quinhentas pessoas, pena que só pode passar pra duas...
bem, novamente mais uma vez e de novo estou aqui pra reclamar da vida -.-', sim isto já está virando rotina, mas simplesmente não tenho mais pra quem contar, então estou falando para vocês, ou seja, estou expondo todos os meus sentimentos para qualquer pessoa que tenha acesso a internet por que em minha casa não existe interesse em mim.
senti alguns sintomas de depressão esses dias. Estou com fome, mas não tenho vontade de comer, não tenho cuidado de mim mesmo, e tenho odiado meu espelho.
é verdade, nunca contei para vocês como eu me pareço, e vocês nunca viram uma foto. Sou gordo, não muito, mas sou. tenho problemas na pela, e ela é cheia de pequenas bolinhas que parecem espinhas só que menores, se eu mexer viram feridas lindas.meu cabelo é comprido, passando do ombro, normalmente prendo ele em um rabo de cavalo e uma franja "quase emo". tenho vergonha do meu corpo.
pessoas aprenderam a passar pela minha vida sem olhar para mim, meus amigos migram de tempos em tempos e fico completamente sozinho de tempos em tempos, talvez o motivo de eu não conseguir laços duradores seja o fato de estar em constante mudança quando criança, ou talvez seja o fato de eu não ser agradável, legal ou popular.
aprendi a me odiar a muitos anos e ainda não tenho certeza da minha sexualidade de tanto builing no primário, pois é, mas falar disso em casa é simplesmente ridículo, meus problemas não existem, quando me pegam chorando parece que me virão rindo, tipo como se nada estivesse acontecendo.
Depois de um tempo, com as pessoas acreditando que seus sentimentos não são nada você passa a acreditar nisso. Já tentei chamar a atenção da minha mãe de todas as formas possíveis e imaginarias, mas parece que eu só existo quando cometo erros.
Quando eu era pequeno eu era um orgulho, tudo que eu fazia era "10", até que as coisas foram mudando, eu fui mudando, e cansei de ser um troféu, de ser colocado sobre um estandarte com o letreiro "garoto perfeito", comecei a ir mal na escola, e logo meu destaque negativo foi notado. Eu estava certo e encarei a triste verdade, minha mãe amava um boletim.
É claro que eu sei que indo mal na escola eu só me prejudico e blá blá blá, mas isso parecia atingir as pessoas a minha volta, e sim, eu precisava desesperadamente de atenção.
passei a fazer aulas de teatro e navegar na internet. A internet tem algo raro, quando você sente algo você pode espalhar isso, pessoa a pessoa, e você pode ser ouvido. Viciei nisso, e claro, em um jogo, em RPGs online você pode ser forte,bonito, inteligente e admirado, e eu acabei viciado em minha própria popularidade virtual. Ela representava tudo que eu não tinha na vida real, e era estável até certo ponto.
Comecei a escrever e desenhar, tenho meio livro pronto, dezenas de desenhos, mais isso não interessa as pessoas que eu queria chamar a atenção. A um ano atrás minha mãe me chamou de inútil, e disse:"desisto de você!". é claro que ela continua pegando no meu pé, mas essas palavras doeram como balas. De tudo que já me disseram até hoje essa foi a coisa que mais doeu. E acreditem já me disseram muuuuuita coisa que faria um valentão sair chorando e pedindo a mamãe.
nossa, começo a me perder nesse post, quando começei a escrever tinha uma coisa em mente, mas agora estou espondo o meu lado suicida/homicida acidentalmente, perdão queridos leitores...
só queria dizer de um modo meio gritado: ESTOUUUUUUUUU SOOOOOOOZINHO E ISSO ESTA ME MACHUCANDO SIIIIIIIIIIIIIIM!!!!!!!!!!!
ufa, quando a gente grita parece que dá um alivio ^^
bem, muito obrigado por me ouvirem de novo, e eu sei é incrivelmente chato ver um blog que seja emo a esse ponto. Vou ressuscitar a Sakura no proximo post o/
Emo: a Sakura morreu?????????????? T_T
Sakura:não, estou viva. ser atropelada, atacada por um urso e jogada de um predio em um espaço de tempo de 15 minutos não é o suficiente pra me matar, e vocês deveriam saber disso u_ú
Emo:droga, vou mandar um panda da próxima vez T_T
Renoth: você não destruiu meu caminhão, destruiu Sakura?
Sakura:vocês mandam um numero enorme de coisa pra me matar e a culpada sou eu? deveriam sentir vergonha de existir u_ú
Emo:Sakura não fala muito não que eu acho que o Renoth tah se atirando da sacada....
Sakura:fica tranquilo ninguém morre na imaginação, você apenas se machuca muito ^^
Renoth:por que ninguém me avisa antes de eu me jogar?¬¬'
Sakura:por que te contar quando vc esta lá em baixo é mais divertido u_ú
Emo e Emma:concordo!
Renoth: Emma você nem tá nessa postagem o.õ
Emma: agora eu toh, sua mente é confusa eu apareço e desapareço do nada =P
Sakura:que legal vc teleporta*-* me ensina?
Renoth:eu toh tristeeeeee T_T
Emo:Emma agora eu te amo mais ainda o/
Renoth:ninguém liga pra mim T_T
Emo:brigada Emo =*
Renoth:deixa pra lá, ninguém tah ouvindo mesmo T_T
Sakura:claro que não, vc viu o tamanho dessa postagem? u_ú
Renoth:será que estão lendo só os diálogos ? o.õ
Sakura:provavelmente, é a única parte onde eu apareço u_ú
Renoth:exibida, convencida, narcisista
Sakura: O QUE VOCÊ DISSE?
Renoth:nada não ^^'

3 Comentários

Novo Layout e parabens o/

quarta-feira, 21 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Este novo Lay que eu só consigo definir com uma palavra:Lindo, foi feito pela Vick-chan de presente para mim.Muito obrigado, ficou simplesmente lindo, e eu serei eternamente grato pelo esforço.agora mudando um pouco de assunto, é aniversario da Mimy do que infortúnio ¬¬* o/
fiz uma plaquinha de feliz aniverssario para ela, não esta maravilhoso, mas é de coração ^^Sakura: viva tem layout novo o/
Renoth:e vc sabe o que é um layout?
Sakura:é uma lei que aprova a violência u_ú
Emo: ai meu Deus, essa lei foi mesmo aprovada? T_T
Renoth:Como assim lei que aprova a violência? o.õ
Sakura: simples, é a lei do outch, onomatopeia utilizada para representar dores sofridas por ataques. Aparece muito nos trabalhos do Maurício. u_ú
Renoth:se não fosse tão errado seria uma otima explicação '-'
Sakura:obrigada o/
Emo: não entendi, a lei da violência foi aprovada ou não?
Sakura:foi, pela Vick-chan do anime kawaii u_ú
Emo: teve uma assembleia no Anime Kawaii? então a gente nem foi avisado disso?T_T
Sakura:teve, a gente não foi avisado, e a lei da violência foi aprovada, agora eu posso te bater *-*
Renoth:não sei o que me assusta mais, se são as suas conclusões sobre o assusto ou se é a facilidade com a qual vc convence o emo desse absurdos o.õ
Sakura: o importante é te assustar sempre o/, agora eu vou pro que infortunio¬¬* o/
Renoth:fazer o que lá?
Sakura: e juntar com a Mimy, desejar feliz anivesario para ela e dominar o mundo HAUHAUHAUHAUHAUHAU Ò.Ó
Emo:buaaaaaaaaaaaaaaaaaa T_T
Renoth:¬¬' sem palavras

1 Comentários

historia dos 4, Capitulo 3:Amante

segunda-feira, 19 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Ah, manipular pode não ser fácil, mas sem qualquer sombra de duvida é divertido. Meus jogos começavam a ficar perigosos, mas ainda assim me assustava com a facilidade com que ela me obedecia agora. Será que ela estava mesmo apaixonada pelo namorado que eu a tinha feito matar? Não importava, ele estava morto agora, e provavelmente enterrado, será que ela tinha obedecido isso também?qual seria o próximo passo?matar ela? fazer ela se suicidar?
Tanto fazia a vida dela era agora um pequeno jogo em minhas mãos, e estava começando a ficar entediado. Já torturei varias pessoas psicologicamente, mas ela foi a primeira a ceder tão rápido, este desafio estava ficando fácil demais...tedioso...
A demora dela me dava novas esperanças, poderia ser que ela tivesse ido a policia, gerando um novo desafio, um novo e maior jogo, um possível nova conquista. Não que fugir da policia no Brasil fosse realmente difícil, eu matava a anos atravez de tortura psicológica com o mesmo padrão e nunca tinham formado sequer um perfil de busca para mim, e isso começava a m,e irritar profundamente. Eu era um artista, minhas mortes poderiam ser enquadradas, minhas fugas eram perfeitas e eu poderia até ter fãs se soubessem que eu existo. Mas nesse pais terei que matar mais seis pessoas só para eles entenderem que homicídio/suicídio era meu modus operante. Droga... Odiava viver no Brasil...
Ouvi três batidas na porta, era nosso código, nossa senha. As batidas eram temerosas, eu ainda tinha controle pleno e completo da situação. Ela ainda era minha...
Ela entrou, sozinha suas mãos estavam um pouco sujas de sangue, mas não tenho certeza se era do cadaver ou se alguma outra coisa tinha acontecido.
"ele me fez bater"disse ela com os olhos cheios de lágrimas"ele vai nos matar, eu tenho certeza que ele vai nos matar!"
Otimo, ela estava ficando louca, tentei não revirar os olhos e rir da cara dela, eu tinha que me manter dentro do personagem ou ela descobriria, ela estava abalada demais para poder ser controlada.
"como assim meu amor?"disse com meu melhor sorriso falso"ele esta morto, eu mesmo matei ele"
"não disse que ele estava vivo, morto está e morto estará eternamente"Disse com o rosto serio"mas ainda assim ele quer nos matar bati o caro na estrada, vi o rosto dele no retrovisor e sem qualquer sombra de duvida era ele. Não adianta fugir correr ou se esconder, ele virá como sempre veio!"
Ok, dessa vez eu não quis rir, o rosto dela tinha um claro tom de aviso, e eu sabia sem sombra de duvidas que ela estava falando a verdade. Esse jogo teria que acabar agora, eu tinha que mata-lá enquanto era tempo, eu já enfrentei espíritos, não era meu jogo favorito.
"sei como para-lo" disse com um meio sorriso"ele só esta com saudades de você, e se você der um abraço nele ele ira embora, fácil e sem desafios!"
"como vou abraça-lo?"perguntou perplexa "ele está morto!"
"venha comigo"disse em um largo sorriso e levei ela até a sacada " se você pular acaba tudo, pule"
sem piscar ela se atirou da sacada do 8ºandar. O jogo estava acabado, e seu fim não tinha sido divertido, pensando como um louco fiz uma louca se matar. Tedioso...
voltei da sacada que trazia um estranho vento e me sentei em uma cadeira extremamente macia. Em um sorriso percebi um coisa: o próximo jogo seria mais divertido... e seria em breve...

Marcadores:

3 Comentários

historia dos 4, Capitulo 2:Amada

sexta-feira, 16 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Entrar naquele bosque definitivamente não estava na minha lista "as melhores dez coisas para se fazer em São Paulo", e a ideia de enterrar meu namorado no parque onde nos beijamos pela primeira vez também não parecia legal, além de ser um crime. Tudo bem, com certeza não era o primeiro crime da semana. Ele estava no meu colo, morto e como sempre mais pesado do que eu poderia aguentar.
Adentrei no bosque com uma estranha impressão, ele estava ali, eu podia sentir ele ali. Claro que eu não estava falando do cadáver, ele estava no meu colo e eu sabia disso, mas podia ouvir algo nos meus pensamentos, algo confuso, uma coisa que definitivamente parecia com jeito dele de ser...
"o que é isso nos seus braços amor?"foi a primeira pergunta,"por que?"foi a segunda,"você não me ama mais?", "o que eu fiz pra você?","porque você não me responde?" e a cada pergunta tudo ficava mais violento, e eu chorava, como a minha imaginação poderia ser tão cruel?como eu podia estar me castigando tanto?
coloquei o corpo no chão em frente a sombra de uma árvore que não era nem grande demais nem pequena demais, olhei para cima e fiquei imaginando a perfeição daquela árvore enquanto chorava, como ela poderia ser do tamanho exato?será que todos viam ela como um exemplo de perfeição?será que ele que estava morto também achava que ela fosse perfeita? se eu fosse do tamanho exato ele estaria vivo?por que tinha que ser tudo tão estremo?
Foi quando tirei o lençol do rosto daquele que um dia eu amei, e ouvindo gritos e mais gritos em minha cabeça o enterrei. Estava começando a ter dor de cabeça, mas eu ficaria bem quando eu chegasse em casa, afinal meu novo e lindo amante que estava comigo e era meu cúmplice em tudo me esperava com um maravilhoso vinho tinto aberto em casa.
Sai do bosque assim que terminei de enterrar o corpo dele, entrei no meu carro e tive um alivio, uma certeza, uma inverdade que eu repetia para mim mesma quantas vezes fosse necessario: todos os meus problemas estavam enterados naquele maldito e infeliz bosque. acelerei e entrei na rodovia principal bem longe de saber que meus problemas só tinham começado a se formar.

Marcadores:

4 Comentários

historia dos 4, Capitulo 1:Eu

quinta-feira, 15 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Acordei de manhã, era cedo, mas o sol por algum motivo não iluminava como deveria. Conhecia cada ponto daquele quarto em especial, morava nele desde que nasci mas hoje algo estava errado e mesmo aquele conhecido lugar parecia ameaçador, distante, como se não fosse mais meu lugar.A luz que entrava pela janela trazia uma pequena poeira, e mesmo isso parecia triste, algo errado.
Pensar me incomodava, estava com uma profunda e forte dor de cabeça, então ignorando todos os sinais de que havia algo errado levante e me arrumei correndo em frente ao espelho. Meu corpo, que não era exatamente bonito, mostrava pequenas cicatrizes causadas por quedas quando eu era criança, meu corpo tinha um pequeno brilho, mas não queria pensar mais nisso, como eu já disse pensar estava me dando dor de cabeça...
Coloquei minha roupa, vestia uma calça larga e uma camiseta que eu detestava, mas que ela amava. Terminei de me arrumar tão rápido como comecei, mas também não liguei para isso, ela estava me esperando e eu tinha que me apressar, apesar de se atrasar muito ela detestava esperar, o que normalmente me fazia rir.
Sai correndo porta afora, não senti a porta fechando mas quando olhei para trás na saída ela estava fechada.Sim o dia estava estava estranho, mas eu ia encontrar com alguém que eu amava de forma quase sobrenatural,isso não poderia ser ruim ou dar errado."calma"disse baixinho pra mim mesmo"você terá grandes surpresas hoje...", e com essas palavras fui me enganando pouco a pouco, até ter certeza que a mentira que contava para mim mesmo era uma verdade, ou que a verdade que eu estava vivendo era uma mentira...
Enquanto caminhava lentamente via o caminho.Estava tudo enevoado, e mesmo com o sol no ponto mais alto não podia ver muita coisa a minha frente, e caminhando lentamente cheguei ao meu destino, um pequeno parque onde havíamos nos beijado pela primeira vez.
Sentei na sombra de uma árvore que não era nem muito grande nem muito pequena, e vi o tempo correr lenta ou rapidamente, acho que vi o sol se por, mas sinceramente não tinha certeza, tudo parecia silencioso, e depois de muito tempo ela chegou, carregando alguma coisa no colo e chorando de um jeito que eu nunca tinha visto antes...

Marcadores:

2 Comentários

Loucura tem nome(ou não)

quarta-feira, 14 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Sakura:bwahahahaha!!!
Emo:eu falo pra não deixar ela ver bleach, mas alguém aqui me escuta?T_T
Renoth:realmente estou começando a me preocupar com a saude mental da Sakura...'-'
Sakura:VAIII RUKIAAAAAAAAAAA o/
Emo:acho que é só a emoção do momento...
Sakura:coitadinho do Ichigo, tem que salvar a Kurenai-sensei das cartas Clow que estão usando os poderes das esferas do dragão atravez de Pokemons malvados...
Renoth:quantos animes ela tah vendo ao mesmo tempo?
Emo:ela citou uns 5, mas acho que ela esta vendo mais T_T
Sakura: a não, o Paulo Coelho vai perder pra cigana de Ragnarok...
Renoth:ok agora é oficial, isso tá estranho O.O
Emo:ela tah louca, coitada T_T
Sakura pula no Renoth
Sakura:Deixa eu te morder?*w*
Renoth:eu nunca recusei '-'
Sakura:ebaaaaaa
Renoth:aiiiiiiiii, por que vc tah tão estranha hoje?
Sakura:nada não estou feliz o/
Emo:e por que a sua felicidade tem que ser tão assustadora?T_T
Sakura: por que te assustando eu fico mais feliz ainda o/
Renoth:eu e a Mew não ganhamos na primeira etapa da gincana do onigiri T_T
Emo:ele muda de assusto rapido ,né?
Sakura:é que ele perdeu muito sangue u_ú
Renoth:nunca reparei que por aqui voavam tamtas borboletas
Emo:a mente dele é um lugar estanho pra se viver T_T
Sakura:por que vc nunca viveu na mente do Jack estripador...
Emo:vc já?
Sakura:claro, por que vc acha que ele nunca foi pego?
Renoth:nossa aquele é o elefante rosa da Sakura....
Sakura:bonitinho, né?
Emo:por que você tem um elefante rosa?
Sakura:por que eu sou louca
Renoth:faz sentido* desmaia*
Sakura:deixa eu levar ele pra cama
Emo:Sakura, não pra sua cama T_T
Sakura:calma, vou levar ele pra Tsunade-Sama cura o/
Emo:mas ela não ta ocupada?
Sakura: não a soul socity tem pouca movimentação na sexta u_ú
Emo:certeza que vc não ta trocando os animes?
Sakura:claro que tenho u_ú e se não ficar quieto vou mandar a Rukia de sakura card captors te dar uma surra u_ú
obs: queridos propagandistas de C-box. eu não quero comprar nada, nem conseguir um emprego via internet, nem um shampoo pra caspa, nem um pedaço da lua, nem uma namorada, nem um namorado, então por favor não me perguntem mais isso '-'

2 Comentários

o que é pior:ser cego ou não enxergar?

domingo, 11 de julho de 2010 // Postado por Renoth





estava aqui pensando(coisa que eu só faço em ocasiões muito especiais):o que eu posto?
é verdade, posso ficar semanas sem postar nada e ninguém vai perder o seu sono por isso, mas eu realmente gosto muito de ter um blog, e dessa vez o problema não é falta, é excesso. Adoraria postar hoje um novo conto que a Sakura tem uma participação simplesmente linda, mas eu também queria filosofar, voltar a falar do sonho, que além de não me assombrar mais trouxe uma mensagem que me deu uma nova perspectiva de vida, mas no fim das contas acabou ganhando uma outra coisa, um filme. Mas não um filme sem cultura ou "na moda", alias é possível que vocês nunca tenham ouvido falar nele."Ensaio sobre a cegueira" conta a historia de uma mulher que tinha um dom maravilhoso e especial: ela enxergava. Em um pais com alta infra-estrutura relativamente alta começa uma epidemia de uma estranha doença que eu gentilmente apelidei de "mar branco", pois no filme ela não tem nome. Essa doença é altamente contagiosa, e tira completamente a visão da pessoa, a única coisa que a pessoa vê é branco, tudo branco, como se tivessem pintado o mundo e todos os objetos da mesma cor. Logo o pais toma uma medida de emergência: joga todo mundo infectado em quarentena, tentando controlar o avanço da doença que aparenta ser imunologicamente indestrutível.
Entre esses infectados estava um homem que tinha uma coisa muito especial:uma esposa que amava ele.quando ele é levado para quarentena ela vai junto, mesmo podendo enxergar e sabendo que estando ali cedo ou tarde ficaria cega por causa da doença, mas ainda assim usaria a pouco de tempo que tinha enxergando para cuidar do marido completamente cego.
Vocês acham que a historia é triste até aqui?vou contar um segredo: a tristeza não chegou na metade ainda...
Dentro da quarentena não existia NINGUÉM que enxergasse, portanto qualquer tipo de auxilio medico era impossível, a comida começou a chegar em quantidade cada vez menor enquanto as pessoas chegavam em quantidade cada vez maior. O estado caótico logo chega ao seu clímax quando uma das alas decide que a comida terá que ser paga, com jóias ou qualquer outra coisa com que se possa "agradar" o "rei" da ala3, logo, é claro, as jóias acabam, e o pagamento passa a ser de que forma?com mulheres. Isso mesmo se uma ala quisesse comer uma refeição teria que entregar mulheres que seriam estupradas e depois devolvidas.
A nossa heroína tinha um defeito:ela ainda era capaz de enxergar, e dentro dela sabia que isso estava errado, mas ainda assim vendeu seu corpo para alimentar o marido, que ela sabia que a estava traindo. Ela mata o rei da ala 3 após uma pequena revolta, foi incrivelmente fácil, ninguém viu ela indo nem voltando só ouviram os gritos de agonia do homem que antes estava estuprando uma mulher.
ai meu querido leitor você pergunta:"dá pra piorar mais?" ah da pra piorar muito mais.
Já ouviu falar do herói bandido? ele é um herói sem qualquer sombra de duvida, superou todos os seus medos e fez algo notável, mas não é assim que ele vai ser lembrado, quando nossa heroína mata o rei a sua própria ala decide entregar o culpado em troca de amnistia, legal,né?
começa uma pequena resistência, e graças a outra pessoa que pode enxergar por alguns minutos mesmo sem ver nada, todas as alas começam a pegar fogo,as pessoas procuram refugio do lado de fora, que normalmente é guardado pelo exercito armado até os dentes e com muita vontade de atirar, mas que dessa vez estava vazio, eles saem da quarentena e aos poucos se perdem até restar ainda um pequeno grupo que é guiado pela nossa heroína.
ufa tudo vai ficar bem agora,correto? não, as coisas continuam tristes, pois nossa heroína aprende que pra salvar aqueles que ama terá que negar ajuda a todos os outros.
ninguém mais enxerga, em todas as ruas, em todos os lugares não encontram mais uma pessoa que enxergue apenas ela que por algum motivo estranho nunca deixou de ver perfeitamente.
mas tudo vai acabar bem no final, certo?sim , na medida do possível da tudo certo, ela leva eles de volta para a casa onde ela morava, a casa nunca foi arrombada pois nunca conseguiram passar do portão, era um refugio conhecido e seguro, com um certo estoque de alimentos.
e no final do filme, quando os ânimos estão renovados e as pessoas felizes de viverem juntas ainda que cegas, um rapaz Japonês que faz parte do grupo volta a enxergar.todos comemoram de um jeito meio egoísta, e apesar de abraça-lo pensam "se a visão dele voltou a minha também vai", mas a nossa heroína não disse uma palavra sequer.
para ela aquele retorno tinha um gosto diferente: um gosto de liberdade. Nesse momento ela olhou para o céu e tudo ficou completamente Branco,"estou ficando cega"pensou ela, e ao olhar para baixo viu toda a cidade, nada havia de errado com a visão dela, ela nunca teria essa sorte.
Na minha opinião esse filme tem uma mensagem bem clara:enxergar é uma droga!
é uma metáfora muito bem montada de como as pessoas não enxergam e de como as pessoas que sabem a diferença entre ver e enxergar sofrem, por ter que cuidar de si mesma e dos outros.é um filme forte de cenas fortes e falas fortes. em alguns momentos quando a personagem principal não está ao alcance da camera tudo fica branco, apenas as falas continuam e por alguns momentos você se sente cego.
Recomendo para todos os que tem paciência de ver mensagens em coisas tristes e vêem isso como uma forma de evoluir.
por hoje é só mais eu gostei de escrever sobre um filme, acho que vou fazer mais isso ^^

2 Comentários

Sonho meu, sera que está longe, sonho meu?

sexta-feira, 9 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Vou postar aqui meu sonho da ultima noite, claro que vou transformar ele em uma narração (afinal que vc vai se dar ao trabalho de ler vc espera no mínimo entender alguma coisa, correto?
Não vou dizer que esse sonho foi o mais louco que eu tive, afinal meus sonhos (que são raros, eu quase nunca sonho) envolvem vampiros, deuses do Olimpo, deuses nórdicos e etc.Perto dos outros sonhos esse até que faz sentido, mas qual é o sentido? eu não consegui entender o que o sonho queria me falar, se alguém souber algo sobre sonho avisa o que significa, mas se você não entende absolutamente nada de sonho pode falar o que acha, opinar, dizer o que parece por que eu estou na duvida...
Eu começo em um estúdio de filmagens, eu estou trabalhando numa cena com três atrizes que apesar de não serem conhecidas tem um desempenho maravilhoso, o cenário me lembra um mercado, e ao que me parece estou fazendo compras, apesar de não ter a menor ideia do que estava acontecendo (estava com uma leve consiencia de mim mesmo) sabia que eu tinha decoradas todas as falas, e por incrível que pareça sabia que eu não era um ator ruim.
_auto lá quem vem comprar?_perguntou a primeira atriz (parecia uma bruxa)
_só vem pegar um negocinho, vou comprar e vou embora_disse a ela
_Pausa pra efeito especial_grita o diretor
eu olhei pra ele sorri e balancei a cabeça positivamente, sorri para as atrizes que faziam palhaçadas com as roupas de bruxa enquanto fingiam voar de vassouras.
Mas eu decidi que estava cansado demais para continuar em cena, então fui sentar em um pequeno lugar de descanso, parecia um banco mas era feito de cimento, parecia meio rústico, mas eu tinha certeza que eu sentava sempre ali.
quando eu sentei chegou um rapaz que eu tenho certeza que era ator, sentou do meu lado, e sorriu pra mim, ele era muito bonito, tinha cara de astros, e eu realmente achei estranho que ele sentasse do meu lado.Ele chegou realmente muito perto e segurou minha mão enquanto assistíamos juntos o fim da cena das bruxas, que por algum motivo me deixava nervoso, ansioso.
_calma_ ele disse apertando um pouco mais minha mão_ sabia que quando eu faço isso com qualquer pessoa espero como resposta um beijo?_ eu corei, podia sentir meu rosto vermelho_ mas você não vai me dar um beijo hoje, vai?afinal, você não é qualquer pessoa...
o diretor tocou um apito estranho que significava que a filmagem acabaria por hoje, e eu fiquei feliz em fugir sem dar uma resposta.
voltando pra casa esperei um amigo que eu esperava que não tivesse visto a cena, antes de ir embora uma ultima olhado para o estúdio me mostrou que apesar de estar com os amigos o ator ainda olhava para mim.o olhar dele era estanho, apesar de parecer apaixonado parecia triste, será que não responder e fugir daquele jeito o tinha deixado magoado?ele definitivamente não era uma pessoa que estava acostumada a ouvir um não, e eu sabia de algum modo, que meu não só o deixou ainda mais interessado em mim, droga.
meu amigo chegou, parecia confuso, será que ele tinha ouvido?
_cara o que foi aquilo que ele te falou?foi o que eu entendi?_droga, ele tinha otimos ouvidos
_acho que foi_ eu disse corando de novo
_ a julgar pela cor do seu rosto eu acho que vou ter que enfiar a mão na cara dele, cara abusado_ ele parecia bravo com tudo aquilo.
_ele não fez nada que eu não quisesse_ admiti
_então você é?_ perguntou incrédulo
_não sei, mas tive vontade de beija-lo, acho que ninguém nunca falou comigo assim_ disse, me acalmando.
_aff, você é muito fácil_ disse com uma expressão que eu só conseguiria definir com"¬¬".
começamos a correr escadaria abaixo, e era uma escadaria realmente enorme, sentia que mesmo que andasse para sempre nunca chegaria lá em baixo, em volta existiam muitos prédios que pareciam dez vezes maiores do que eu, como se aquilo tudo fosse um condomínio feito para milhares de pessoas morarem. Comecei a correr com ele pela grama, pegando um atalho que sem qualquer sombra de duvida eu conhecia...
mas nesse momento eu acordei, e apesar de ter acordado eu continuava sonhando, estava na casa do meu pai, com minha irmã mais nova uns dois anos que eu, ela estava lendo um revista em quadrinhos da Monica, o quarto era diferente do que eu lembrava tinha um tom de rosa com uns tons pasteis que apesar de lindo me era estanho.
_Luana fica acordada comigo, eu não quero dormir de novo_ eu disse
_ por que teve um pesadelo?_ ela pareceu repentinamente interessada
_não, mas não quero dar uma resposta a uma pergunta que me será feita_ eu disse enigmaticamente
_eu não entendi, é aquela coisa de buxo de novo?_ela parecia não ligar pra resposta então não respondi, será que até no sonho eu era Wiccano?
ela levantou pegou algo que parecia uma caixa e disse algo como:"vou arrumar a barraca então" ajustou uns botões e se afastou,a caixa começou a se desmontar e dela surgiu uma barraca rosa, a fascinação dela por rosa estava começando a me assustar, ele sempre odiou rosa...
não sei qual o objetivo da barraca, mas o sol estava nascendo e vi meu pai subindo uma escada branca, o mais estranho era o sol estar nascendo, a uns dois minutos havia olhado no enorme relógio que estava no quarto e eram duas da manhã, agora olhando de novo eram seis e meia, como isso era possível?
enquanto meu pai subia as escadas fingimos dormir, ele entrou no quarto de um modo agressivo, nunca vi ele tão bravo, ele me chamou, e quando eu acordei(ou fingi que acordei) e ele estava pronto a me dizer alguma coisa, não ouvi, pois neste momento eu acordei, dessa vez para a vida real.
eu até consegui entender alguma coisa, e por incrível que pareça escrever ajudou bastante(pena que não escrevo bem, perdeu muito detalhe do cenario), por favor se alguém entendeu alguma coisa me fala, estou confuso.

3 Comentários

Videos sobre esteriotipos

quarta-feira, 7 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Antes de mais nada muito obrigado ao SEDD(Sem Estilo Diferente Defenido) pelo que falou do Renoth's World, eu particularmente gosto muito do Blog SEDD, acho muito criativo, a começar pelo nome, se vcs quiserem visitar ele está na parte de parceiro(é aquele shinigaminho com "SEDD" escrito na frente ^^)
agora vamos falar sobre o assunto que ando fazendo meu sangue ferver:pessoas que não conhecem Crepúsculo falando mal dele como se isso fosse legal.
virou modinha falar:"Crepúsculo é uma merda", e o pior é que a maioria dessas pessoas nunca leram nada do livro, mas vamos investigar o que acontece no cérebro dessas pessoas:
PSIN(pessoinha sem imaginação nenhuma):nossa toh entidiado
PRNC(personagem sem nome por falta de criatividade):ue vamos xingar alguém, tah na moda
Psin:putz, legal, mas quem agente vai zoar hoje?
Prnc:agente já zoou os Emos, o Naruto, os Otakus, acho que só falta zoar Crepúsculo
Psin:com certeza meuuuuuuuuu que da horaaaaaaaaaaaaa
Prnc:né?tb adorei o/
PSIN faz um video e coloca no You Tube, depois cria uma comunidade, depois fica entediado de novo
Psin:a emoção passou vamos xingar pessoas nas ruas?
Prnc: vamos uhhhhhhhhhuuuuuuuuuuuu o/
Pois é, essas pessoas nunca ouviram falar de crepúsculo e ficam por ai criando esteriotipos, motivação? sair da merda e do tédio das próprias vidas, pra que conhecer? criticar é mais fácil, mais comodo, mais pratico até
vamos chamar tudo que é diferente de riculo, de sem historia e sem cultura
vamos chamar garotos que gostam de romance de garotas, vampiros românticos de homossexuais ou viadinhos, ofendendo classes e definições sexuais por mero desprezo pela opção e condição alheia.
exponhas as pessoas e façam com que elas sejam engraçadas, ridicularizem, vamos lá meu rosto é engraçado, não é? riam dele até que eu me canse e me joge de um predio ou de uma ponte, mas isso seria mais engraçado ainda não seria?
vem cá eu fiz alguma coisa para vocês? eu ofendi alguém?
eu matei alguém? bati em alguém?
O QUE EU FIZ?
para de ridicularizar coisas que vocês não conhecem, como já dizia Rita Lee:
"nem toda feiticeira é corcunda
nem toda brasileira é bunda"
meu poema "em homenagem" a voces:

vamos comemorar
vamos homenagear
toda a discordia
que hoje vai se semear

fazer espalhar
vamos contaminar
tentar estragar
toda a cultura que tenta se fomar

dizer que sou riduculo
dizer que não sei falar
difundir verdades no crepusculo
do dia que vai começar

comemorando as mentiras
que eu ainda não contei
mas que em breve vou contar

7 Comentários

Depressão

domingo, 4 de julho de 2010 // Postado por Renoth





Sakura: o Renoth tah mais Emo que vc Emo...
Emo:isso me deixa tão trsite T_T
Sakura:já sei vamos mandar um bilhete pra ele, eu falo e vc escreve
Emo:por que eu tenho que escrever?T_T
Sakura:por dois motivos, um é que se eu escrever ele vai achar que eu me importo com ele, e o segundo é que te bato se você não fizer u_ú
Emo:covincente... T_T
*~chega Renoth e acha uma cartinha~*
Renoth:buaaaaaaaaaaaaa Y_Y
Sakura:o que ouve?ó.ò
Renoth:achei uma carta e nunca me chingaram tanto
*Sakura pega e lê*
"Oi MiguxXxinho xo coraXão, Xica triXte não, eu Xe adoxo demais, e pox ixxo xe anima...
bexos"
Sakura: em que idioma tá isso?
Renoth:acho que ta em alemão...
Emo:não, gente isso é emes, a sagrada lingua dos emos^^
Sakura:emos tem uma religião?esse mundo tah perdido... u_ú
Emo:ninguém disse que nos temos uma religião, e uma pessoa que diz que o Edward é deus não é apta a jugar ninguém T_T
Sakura:ninguem disse pra você citar o Edward, quer levar uma mordida????
Renoth:perai, emos tem lingua propria?
Sakura:que pergunta boba Renoth, todu mundo que fala tem lingua =p
Renoth:piadinha sem graça¬¬'
Emo:buaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa T_T
Renoth:que foi?
Emo:vc parou de chorar e agora eu tenho que chorar pelos dois T_T
Sakura:Renoth vc mordeu alguém hoje?
Renoth: não,por que? O.õ
Sakura:então eu tenho que morder em dobro hoje*¬*
Emo:ela me da medo T_T
Sakura:mas falando em morder como vai a gincana do Onigiri?
Emo:o que isso tem haver com morder?
Sakura:tudo, Onigiri é de morder u_ú
Renoth:vai mais ou menos, eu ainda não tenho dupla '-'
Sakura:eu posso fazer dupla com você?
Renoth:claro que não, vc é fruto da minha imaginação¬¬'
Sakura:eu não sou um fruto.sou uma personagem
Emo:verdade ela não parece uma fruta...
Renoth:sff, ambos são frutos da minha imaginação
Sakura:HAUHAUHAUHAUHAUHA
Emo:que foi?
Sakura:ele te chamou de frutinha huahuahuahauhauhau
Renoth:não dá pra comversar com vocês ¬¬
Sakura:hunf, u_ú
Emo:por que vc fez essa cara?T_T
Sakura:essa cara é minha marca registrada, se eu não usar pelo menos uma vez por postagem vão achar que não sou eu u_ú
Renoth:O.O eu devo ter algum problema mental serio
Sakura:a, vc tem mal alito?
Renoth:o que problema mental tem haver com alito?
Sakura:ué, problema mental é falta de menta no organismo e todo mundo sabe que menta é uma substancia produzida pelo corpo e por balas que serve pra combater o mal alito u_ú
Renoth:não falo mais nada o-o

4 Comentários

Em algum lugar...
Contos e pedaços aleatórios da minha vida. Quase um diário, quase um poema, quase um livro. Se descobrir o que é, favor contactar contando.
Sakura’s warning: não mexam na groselha na geladeira. Grata.

Quem?

Eu? Bem, não há muito a dizer. Cursando o segundo semestre da faculdade de jogos digitais na fatec, e o sexto ou sétimo modulo do curso de computação gráfica da Saga. Um futuro profissional da área de jogos, ou de qualquer outra área que venha a me aceitar. Um pequeno monstro com um grande fraco pelo Konta.

como me achar?

Já tentou me procurar?
Nyah!
Twitter
DA
Tumblr
msn e email pra contato: renoth@hotmail.com

Button




Seguidores


Arquivos

Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010
Junho 2010
Julho 2010
Agosto 2010
Setembro 2010
Outubro 2010
Novembro 2010
Dezembro 2010
Janeiro 2011
Fevereiro 2011
Março 2011
Abril 2011
Maio 2011
Junho 2011
Julho 2011
Agosto 2011
Setembro 2011
Outubro 2011
Novembro 2011
Janeiro 2012
Fevereiro 2012
Março 2012
Abril 2012
Agosto 2012
Outubro 2012
Novembro 2012
Dezembro 2012
Janeiro 2013
Abril 2013
Junho 2014


C-box


Créditos